A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento muito importante para profissionais da educação, para  estudantes e para a sociedade em geral. Ela tem como função primordial nortear as aprendizagens que os alunos devem desenvolver nas escolas, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Em nosso curso de Didática e Metodologia no Ensino: Uma Perspectiva Feminista queremos discutir junto com os profissionais da educação como fazer para que a BNCC seja uma realidade em nossa vidas, se você quiser saber mais sobre este assunto venha participar conosco dessas rodas de conversa que fazem do nosso curso de formação continuada e complementar.

A terceira roda de conversa tratará do tema "A base nacional comum curricular – Ensino Médio: A dimensão ética", com Profa. Ester Heuser e Profa. Adriana Dias, na sexta, 27/05/2022, das 18h30 às 20h30.

MINISTRANTE

Adriana Muniz Dias

Professora

Professora de Filosofia, do quadro próprio do magistério da Secretaria de Educação do Estado do Paraná. Possui graduação em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2000). Nesse período foi pesquisadora no grupo PET-Filosofia, no qual desenvolveu trabalhos sobre Ética Moderna. Foi pesquisadora do projeto interinstitucional (UFRGS, UNIOESTE, UFPEL, UFMT) "Escrileituras: um modo de ler-escrever em meio à vida", (2011-2014) do Programa Observatório da Educação DEB/CAPES/MEC. Mestre em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Atualmente participa dos grupos de pesquisa Escrileituras da Diferença em filosofia-educação e de Ética e Política da UNIOESTE.

Ester Maria Dreher Heuser

Professora

Professora desde os 19 anos. Trabalhou com crianças e jovens da Educação Básica, entre 1993 e 2004. Mãe de Helouise Heuser Schorn, desde 15 de fevereiro de 1999. Graduada em Filosofia pela UNIJUÍ/RS, onde fez Mestrado em Educação nas Ciências, Área Filosofia, quando pesquisou a proposta filosófica-pedagógica de Filosofia para Crianças, de Matthew Lipman. Fez doutorado em Educação, pela UFRGS, na linha de Pesquisa "Filosofias da Diferença e Educação", sob a orientação da Filósofa da Educação Sandra Mara Corazza, quem será referência no módulo do Curso intitulado "Metodosofia: dramatização e transcriação". A pesquisa de doutorado foi publicada na Coleção "Filosofia e Ensino", da Editora UNIJUÍ, sob o título Pensar em Deleuze: violência e empirismo no Ensino de Filosofia. Desde 2009 trabalha na Licenciatura em Filosofia, da UNIOESTE/PR, onde também ensina, pesquisa e orienta na Pós-graduação, na Linha de Pesquisa "Ética e Filosofia Política". É vice-coordenadora da Rede de Pesquisa Escrileituras da diferença em filosofia-educação. Até outubro de 2022 realiza estágio de pós-doutorado na Universidade de Buenos Aires, com o Projeto de Pesquisa "Deleuze y el método de dramatización: potencias para la enseñanza de la Filosofía". Realizadora de dois Projetos áudio-fônicos, com literatura e filosofia, para experimentar "O que pode a voz?".