No decorrer das aulas, pretende-se apresentar uma exposição teórica, nos termos da Estética e da Crítica de arte, sobre os modos próprios de enunciação da arte, no que se referem à expressão das subjetividades das artistas. Estas vêm à tona mediadas pelas linguagens artísticas, que, por sua vez, podem conformar as violências racistas e sexistas, que permeiam os corpos femininos negros e indígenas. Nesse sentido, discutem-se também as possibilidades de recepções de determinadas obras, considerando que a experiência estética vivenciada diante destas podem suscitar sentimentos diversos e consequentemente ocasionar alguma reflexão sobre os temas evocados. Há também o propósito de discorrer sobre certas obras, principalmente, de artistas indígenas e negras a fim de proporcionar o exercício de uma análise formal e simbólica das mesmas, no que tange ao enfrentamento do racismo e do sexismo.

 

Esse curso é um dos módulos do Aperfeiçoamento Didática e Metodologia no Ensino: Uma Perspectiva Feminista. Para saber mais e se inscrever no curso completo, acesse: https://www.aspensadoras.com.br/cursos/uma-perspectiva-feminista

MINISTRANTE

Alice Lino Lecci

Professora

Alice Lino Lecci, Professora Adjunta no Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Rondonópolis-MT; Doutora em Estética Contemporânea pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade de São Paulo, Mestre em Estética e Filosofia da Arte pelo Instituto de Filosofia, Arte e Cultura da Universidade Federal de Ouro Preto, Bacharel e Licenciada em Filosofia pela Universidade Federal de Ouro Preto. É associada à International Association for Aesthetics e editora adjunta da Revista Artefilosofia (UFOP). Áreas de interesse: Estéticas afro-brasileiras e ameríndias; Feminismo negro; Estética Kantiana