Oficina Corpo impossível propõe debates e experimentações criativas

24/06/2021

Aulas acontecem nos dias 14, 17 e 21 de julho. Associadas da Comunidade As Pensadoras têm desconto no valor da inscrição

A partir da produção artística e teórica de mulheres de diferentes lugares e gerações, a oficina “Corpo Impossível: transgressões feministas e eróticas nas artes” se coloca como um espaço para a mutação do olhar sobre si e sobre as coisas. Ministradas pela professora Isaura Tupiniquim, as aulas têm o objetivo de possibilitar reflexões, debates e experimentações psicofísicas e estéticas.

Os encontros serão compostos por atravessamentos teóricos, coreográficos, literários, musicais e visuais que tenham como premissa a diluição de contornos previamente estabelecidos sobre a forma e a experiência humana idealizadas pelo patriarcado colonialista neoliberal.

O evento acontece nos dias 14, 17 e 21 de julho, das 18h30 às 20h30 (quartas-feiras) e das 9h às 11h (sábado), com certificação de 10h pela Escola As Pensadoras. O investimento é de R$ 50 para estudantes e R$ 65 para profissionais. Associadas da Comunidade As Pensadoras têm 15% de desconto.

Saiba mais sobre a professora

Isaura Tupiniquim é artista do corpo e da música, professora e pesquisadora no campo das Artes e Ciências Sociais. Licenciada e Mestre em Dança pela UFBA, onde também atuou como professora substituta. Doutoranda em Sociologia pela UFPB, onde desenvolve pesquisa sobre os ataques e censuras contra as Artes do Corpo no Brasil atual. Suas principais criações coreográficas são: Mula [...], vídeo performance contemplado no Arte como Respiro do Itaú Cultural (2020); ISTC – Isaura Suélen Tupiniquim Cruz (2017), espetáculo que conta com a direção artística de Leonardo França; Ópera Nuda (2013); e Fricção (2011), vencedor por duas vezes do Prêmio VivaDança-Ba e apresentado em diversas cidades do Brasil e em Berlim. Estreou como compositora e cantora em janeiro de 2020 com o lançamento do seu primeiro EP, Isaura Tupiniquim em Púrpura Ruína.