Sobre a Editora As Pensadoras

O registro do conhecimento produzido por meio da Escola e sua democratização de acesso motivaram a criação da Editora As Pensadoras. Editar livros, definir o que e quem publicar, como e quando publicar é um exercício de poder (…)

Abertas as inscrições para Monitoria de Sala do I Fórum Virtual d'As Pensadoras

A Coordenação da Escola As Pensadoras lança o edital para Monitoria de Sala do I Fórum Virtual d'As Pensadoras. O período de inscrição para o Cadastro Reserva de Monitoria será de 7 de dezembro a (…)

Roda de conversa sobre o Curso de Aperfeiçoamento terá presença de Ivone Gebara e lançamento de livro

O ano de 2021 começa com uma grande novidade por aqui: lançaremos nossa proposta de aperfeiçoamento na modalidade à distância com o objetivo de discutir as questões contemporânea e atuais das humanidades a partir das teoria (…)

(Re) Existências negras pela reintegração de nossas vidas

Foi publicado nesta sexta-feira (20/11) artigo de nossa professora Karina de França Silva Valle no Le Monde Diplomatique Brasil. Karina é coordenadora de nosso curso As Pensadoras Negras - 2a edição, que acontecerá em 2021. Neste (…)

Juana Inês, This Bridge We Call Home e El eterno feminino

Nosso Pensadoras Latinoamericanas indica está mais que especial! A professora Miriam Adelman, que ministrará a aula sobre Rosário Castellanos nos indicou a série “Juana Inês” (disponivel no Netflix). D (…)

Documentário: Julieta Paredes e o Feminismo Comunitário na Bolívia

Esse Pensadoras Indica é fruto do curso As Pensadoras Latinoamericanas, que acontece no mês de novembro de 2020. O documentário foi sugerido pela nossa querida professora Viviane Bagiotto Botton, que ministra a aula sobre Julieta Paredes, al& (…)

Ao longo do ano venho fazendo os minicursos das Pensadoras. Quero dizer que estou extremamente feliz e grata por todo o conhecimento compartilhado. Sou indígena-descendente Maxacali e faço parte do Wayra- Movimento Ancestral-Filosófico de Indígenas Mulheres, fundado em 2020 por Aline Kayapó, mas que vem sendo tecido ao longo dos últimos anos. O movimento tem o objetivo de ser uma rede de mulheres indígenas "pensadoras" para juntas construirmos um pensamento crítico à respeito da opressão e subjugação das mulheres indígenas. Isto é feito a partir de nossas histórias individuais e das histórias de nossas famílias e nossos povos diante dos processos coloniais impostos de diferentes formas sobre nossos corpos ao longo das últimas gerações. Aos poucos estamos construindo nossas pautas, áreas de atuação e projetos. Dentre os projetos, existe a ideia de criarmos a "Escola Wayrakunas" - de pensadoras indígenas contemporâneas."

Bárbara Nascimento Flores

Lindo de ver a criação da Escola de Formação Feminista As Pensadoras, que vem com a coragem, ousadia e a garra para questionar o histórico de silenciamento das mulheres na filosofia e áreas afins. Ele integra um movimento potente de desencastelamento do pensamento pela voz das mulheres e vejo nele um ?impulso utópico?, em referência a uma das autoras estudadas na primeira edição do Curso As Pensadoras, Seyla Benhabib. Segundo a filósofa, sem a utopia como princípio regulador da esperança, não só a moralidade, mas também a transformação radical e emancipatória é impensável. Enquanto mulheres, temos muito a perder ao desistir da esperança utópica em um outro mundo possível. As utopias mobilizam desejos e por isso são tão potentes quanto ameaçadoras... Que esse projeto coletivo que une tantos sonhos e ideais floresça e permita a esperança na possibilidade de um novo começo. Afinal, (re)começar é a suprema capacidade humana. Vida longa à As Pensadoras e a tantos outros projetos que hão de vir!

Loiane Prado Verbicaro

Participar desse curso ?As Pensadoras - 3ª turma? da Rede Brasileira de Mulheres Filósofas, é a melhor experiência que estou vivendo nesta perspectiva. Tenho tido o prazer de ver no palco, e consequentemente conhecer Autoras, até então, pra mim, em sua maioria desconhecidas. Autoras estas, que me fazem pensar de outra forma, dando sentido ao que me acontece e vejo, que antes não conseguia, pois os argumentos estavam filtrados por uma lente tradicional, machista e branca. Com essas Autoras e seu elenco de Artistas, Cientistas, Professoras (apresentadoras) de suas obras, o espetáculo está pronto! O show apresentado tem sido simplesmente magnífico, esplêndido, de proporção inigualável. No Curso ?As Pensadoras? me foi ofertado um caleidoscópio, onde o objeto de desejo está em constante movimentação.

Adriane Corrêa da Silva